Saltar para o conteúdo

Cabo Verde: Bolseiro Yannik Fortes conclui Mestrado em Artes Cénicas

7 de Setembro de 2021

O cabo-verdiano Yannik Fortes frequentou o Mestrado em Artes Cénicas, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, com o apoio de uma bolsa de estudos PROCULTURA.

O bolseiro Yannik Fortes, 26 anos, cabo-verdiano, concluiu o seu Mestrado em Artes Cénicas, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa. Parabéns!

Ainda em Cabo Verde, Yannik já tinha frequentado o curso de iniciação teatral do Centro Cultural Português no Mindelo e estudou interpretação na In Impetus Escola de Atores em Lisboa. Foi cofundador da ALAIM – Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo, é membro da direção do Festival Mindelact e fundador e diretor artístico da companhia de teatro Cia. 50 Pessoa.

Em 2019, a oportunidade de frequentar o Mestrado em Artes Cénicas, com o apoio de uma bolsa de estudos PROCULTURA, permitiu, para além da aquisição de novos conhecimentos e da conclusão de um ciclo de estudos pós-graduados em artes cénicas, conhecer e trocar experiências com artistas de várias nacionalidades: “dotou-me de ferramentas que tornam possível o domínio das mais diversas linguagens cénicas e o desenvolvimento da consciência artística e do processo criativo. Acima de tudo, esta experiência revelou-se como sendo um grande intercâmbio cultural e um momento de transformação, tanto pessoal como académico. Levo para Cabo Verde uma nova forma de encarar as artes cénicas, isso devido a vários inputs, vivências e formas de fazer que fiquei a conhecer”.

De regresso a Cabo Verde, numa primeira fase, Yannik Fortes pretende partilhar os conhecimentos adquiridos com artistas nacionais. Pretendo aprofundar ainda mais a sua pesquisa, pois acredita na sua relevância para a caracterização do teatro das ilhas.

Aos bolseiros PROCULTURA, que iniciam ou continuam os seus estudos no próximo ano letivo, recomenda que aproveitem esta experiência ao máximo e que não se limitem apenas às atividades curriculares, pois existe uma grande diversidade cultural em Portugal que deve ser conhecida.