Saltar para o conteúdo

CCX-TRIPTIKUM – 210 anos a pintar histórias de Angola

29 de Novembro de 2021


Até 24 de Dezembro poderá visitar a exposição CCX-TRIMPTIKUM, dos pintores angolanos António Ole, Carlos Vilar e Mário Tendinha, na recém criada Galeria de Artistas de Angola.

A Galeria de Artistas de Angola, um novo espaço na Rua Sousa Lopes N.º 12A em Lisboa, pretende promover a arte angolana. A inauguração da galeria coincide com a abertura da exposição CCX-TRIPTIKUM que pode ser visitada até dia 24 de Dezembro de 2021.

A exposição contempla obras de pintura, desenho e fotografia crua, que procuram retratar o quotidiano e os desafios da sociedade angolana, dos pintores angolanos António Ole, Carlos Vilar e Mário Tendinha. António Ole nasceu em Luanda, em 1951. Estudou Cultura Afro-Americana e Cinema na UCLA (University of California, Los Angeles). É diplomado pelo Center for Advanced Film Studies no American Film Institute, Los Angeles. Mário Tendinha nasceu em Moçâmedes em 1950 e é pintor autodidata, começa a desenhar e a pintar aos 18 anos, muito influenciado pelas correntes modernas da época, a música pop e os movimentos sociais. A banda desenhada teve uma grande influência no seu trabalho, nomeadamente nas técnicas e materiais que utiliza. Carlos Vilar, nasce em Lisboa em 1953 e com poucos meses de vida vai para Angola. Em Agosto de 1975 vem para Lisboa e regressa a Luanda em março 1977 e é neste período de tempo que tem contacto com o meio cultural de Lisboa, em particular com artistas plásticos e críticos de arte. Começa a pintar em 2005 e em 2017 faz a sua primeira exposição individual em Luanda.

© António Ole

© Mário Tendinha

© Carlos Vilar

NEWSLETTER FUTUROS CRIATIVOS

Subscreva a Newsletter Futuros Criativos

Utilização de acordo com a nossa Política de Privacidade.