Saltar para o conteúdo

Casa do Artista

Diversidade cultural e artística na cidade da Beira

A Casa do Artista desenvolve actividades culturais e de carácter cívico. É um espaço de encontros de artistas e de promoção da arte e da cultura.

Em 2003, Maria Pinto de Sá fundou, com um conjunto de pessoas, a Associação Casa do Artista para promover a arte e a cultura na cidade da Beira. Ela, oriunda do mundos das artes (foi actriz e locutora da rádio Moçambique), quis atender uma necessidade local, que era promover um local de cultura, formação e encontros de artistas. Conseguiu que o edifício actual, sob a tutela do Estado moçambicano, fosse entregue à Associação. A Embaixada da Noruega concedeu os fundos para a reabilitação do actual edifício,  um armazém em ruínas.

A Casa do Artista desenvolve actividades culturais e de carácter cívico de modo a promover e contribuir para o desenvolvimento da cidadania, através da arte e da cultura. A casa inclui um espaço museológico, organiza saraus de poesia, debates, sessões de cinema e lançamento de livros. Promove igualmente exposições de artes plásticas, de cerâmica, de escultura, eventos de contadores de histórias, feiras de artesanato, exposições de fotografia, aulas de músicas, formações, workshops e residências artísticas. Organizam, em média, duas a três actividades por mês.

De acordo com uma das fundadoras, a Casa do Artista é um espaço único, pela sua diversidade e oferta cultural, disponibilizando alternativas de qualidade para o conhecimento da arte e da cultura na região.

Entre os principais desafios enfrentados, Maria Pinto de Sá refere a falta de proximidade dos centros de decisão bem como a escassez de investimento no sector da cultura. Ambicionam, no futuro, abrir uma biblioteca.

Sector
Espaços de Educação e Cultura
País
Moçambique
Região
Beira
Web

Facebook

Baixa, Chaimite 2100, Beira, Moçambique

NEWSLETTER FUTUROS CRIATIVOS

Subscreva a Newsletter Futuros Criativos