Saltar para o conteúdo

Karingana wa karingana

Karingana wa karingana

Na língua ronga, Karingana wa karingana é a expressão que dá início a uma história. Em Maputo, é também o nome de marca.

In the Ronga language, “Karingana wa karingana” is an expression used to begin a story, similar to “once upon a time”. In Maputo, it is also the name of a brand that combines contemporary design with traditional African fabrics: “Our brand name’s DNA is to tell stories through fabric”. They found out that Mozambique’s most famous fabric – capulana – was imported. So they decided to establish a brand whose patterns were exclusive and producing for small designer brands.

Na língua ronga, Karingana wa karingana é a expressão que dá início a uma história, equivalente ao “era uma vez” em português. Em Maputo, é também o nome da marca que alia o design contemporâneo aos tecidos tradicionais africanos, cujos desenhos são inspirados em contos tradicionais.

“O ADN da nossa marca é contar histórias com o tecido”, explicam as criadoras Djamila Sousa e Wacy Zacarias sobre as estampas que desenham para tecidos e superfícies. “Isso tem muita simbologia”, realçam, explicando que falam de “acontecimentos actuais, histórias desconhecidas em África”. Wacy e Djamila conheceram-se em 2014. Um ano depois, era uma vez uma empresa. Elas tinham acabado de regressar da Alemanha, onde estiveram a estudar moda sustentável e desenvolveram trabalhos sobre tecidos africanos, sustentáveis e de luxo. Descobriram que o tecido mais famoso de Moçambique – a capulana – era importado e queriam um produto 100% moçambicano.

Criaram o negócio como resposta ao facto de a venda de tecido de capulana se limitar a um mínimo de 300 peças, o que representa um entrave ao trabalho das marcas de pequena dimensão. Decidiram, assim, criar uma marca cujos desenhos fossem criações exclusivas e que  produzisse a quantidade necessária para essas pequenas marcas, ao mesmo tempo que apostavam num produto 100% nacional.

“A nossa maneira de olhar o design e o processo criativo em si [é inovadora]”, atestam. Em que sentido? “Porque olhamos a ideia de mudar narrativas: o narrar uma história e torná-la um tecido e um acessório”. Inovam, também, no uso de diferentes matérias primas e técnicas, ao utilizarem, por exemplo, folhas de bananeira, plástico reciclado ou restos de capulanas desaproveitados por outras empresas para recriarem produtos. “O objectivo é [que seja] cada vez mais ecológico”.

Sector

Design e Artefactos
País

Moçambique
Web

Facebook

Morada Av. Romão Fernandes Farinha 1504, Maputo, Moçambique

Endereço electrónico info@karinganawakaringana.com